Notícias

Home > Notícias

Dedo em gatilho: o que é, qual a causa e o tratamento?

 

O dedo em gatilho é uma condição em que um dos dedos da mão fica travado na posição dobrada, podendo ocorrer um estalo quando o dedo passa da posição dobrada para esticada ou da posição esticada para dobrada, como um gatilho sendo puxado e liberado.

A Dra. Marina Justi Pisani (CRM: 148.33) explica mais sobre o dedo em gatilho. Confira!

 

Como ocorre o dedo em gatilho?

 

Antes de entendermos como ocorre a condição, precisamos saber que os tendões são cordões fibrosos que prendem o músculo ao osso e que cada tendão é envolvido por uma bainha protetora.

“O dedo em gatilho ocorre quando a bainha do tendão afetado fica inflamada, interferindo no movimento normal de deslizamento do tendão pela bainha”, explica Dra. Marina. A inflamação prolongada da bainha pode produzir cicatrizes, espessamento e a formação de nódulos no tendão que impedem ainda mais o movimento.

Se o dedo no gatilho for grave, o dedo pode travar na posição dobrada.

 

Quais os principais fatores de risco?

 

Segundo a Dra. Marina, diferentes condições clínicas favorecem o aparecimento do dedo em gatilho, entre elas:

  • Praticar ocupações e hobbies que envolvam o uso repetitivo das mãos e flexão dos dedos de modo prolongado podem aumentar o risco do dedo no gatilho;
  • Ter certos problemas de saúde, como diabetes, gota, osteoartrite ou artrite reumatoide, predispõem ao desenvolvimento do dedo em gatilho.
  • Ser do sexo feminino é um fator de propensão da condição;
  • Ter idade entre 40 e 60 anos;
  • Ter passado pela cirurgia para tratamento da síndrome do túnel do carpo. O dedo em gatilho pode ser uma complicação associada à cirurgia de liberação do túnel do carpo.

 

Quais os sintomas do dedo em gatilho?

 

Os sintomas podem variar em frequência e intensidade, dependendo de cada caso. A Dra. Marina cita alguns deles:

  • Sensação de estalo ou clique quando estica ou dobra o dedo;
  • Sensibilidade ou nodulação na palma da mão na base do dedo afetado;
  • Rigidez dos dedos, principalmente pela manhã;
  • Travamento do dedo na posição dobrada, que repentinamente estala em linha reta;

Dedo travado em uma posição dobrada.

 

Qualquer dedo da mão pode ser afetado?

 

O dedo em gatilho pode afetar qualquer dedo da mão, incluindo o polegar. Além disso, mais de um dedo pode ser afetado ao mesmo tempo e ambas as mãos podem estar envolvidas. O dedo anelar e o polegar são os mais frequentemente acometidos.

 

Qual o tratamento para o dedo em gatilho?

 

Dra. Marina explica que, para casos leves, o primeiro passo é limitar ou evitar as atividades que estão causando os sintomas, e, em alguns casos, uma tala pode ser usada por curto período para evitar que a articulação se mova.

Para aliviar a dor nos dedos, são prescritos anti-inflamatórios, que também melhoram o processo inflamatório, e, em alguns casos, a injeção local de corticoide é indicada.

Se não houver resposta ao tratamento conservador, o tratamento cirúrgico pode ser indicado.

Para saber mais sobre dedo em gatilho e outros assuntos relacionados à saúde dos ossos, continue acompanhando a gente em nosso blog e nos siga no Instagram e Facebook!

Dr. Marina Pisani
Ortopedista | CRM: 148.331

Agende sua consulta

Referência em Ortopedia, Traumatologia e Reabilitação trabalhamos com foco na excelência e humanização.

Olá!

Gostaria de falar conosco no WhatsApp?

Gostaria de agendar e receber uma chamada em outro horário?
Deixe sua mensagem! Entraremos em contato o mais rápido possível.