Notícias

Home > Notícias

Dor nas costas: quais as causas e os tratamentos?

Temos certeza de que em algum momento da sua vida você já teve lombalgia! O nome difícil também é conhecido como dor nas costas, uma condição que acomete a área das costas, começando abaixo da caixa torácica e indo até as nádegas. Estima-se que esse incômodo afete cerca de 80% da população mundial em algum momento de suas vidas, segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS). Você faz parte desse percentual? 

Felizmente, muitos dos casos de lombalgia melhoram por conta própria, mas caso contrário, é necessário buscar o auxílio de um médico. 

Vamos saber mais sobre a lombalgia? 

 

Quais os principais sintomas da dor nas costas?

Dr. Danilo de Souza Ferronato (CRM: 168.336), ortopedista especialista em coluna da Ortocity, explica que a variedade de sintomas da lombalgia é muito ampla, podendo ser algo leve, uma simples irritação local, até sintomas mais graves e debilitantes. 

A dor lombar pode começar de repente ou lentamente, indo e vindo ou piorando gradualmente com o tempo. Dependendo da causa da dor, os sintomas podem ser diferentes, por exemplos:

-Dor incômoda contida na região lombar;

-Dor aguda e ardente que se move da parte inferior das costas para a parte posterior das coxas, às vezes para a parte inferior das pernas ou pés, podendo incluir dormência ou formigamento (ciatalgia);

-Espasmos musculares e tensão na parte inferior das costas, pelve e quadris;

-Dor que piora após ficar sentado ou em pé por muito tempo;

-Dificuldade em ficar em pé, andar ou passar da posição em pé para a posição sentada.

 

Quais as principais causas da dor nas costas?

As causas mais comuns de lombalgia são as entorses e distensões lombares, que acontecem devido à sobrecarga tensional nos músculos e nos ligamentos da região lombar. 

“Esses incidentes podem acontecer em diversas situações, como levantar um objeto pesado ou torcer a coluna durante o levantamento, realizar movimentos repentinos que colocam muito estresse na região lombar, por exemplo uma queda; permanecer em uma má postura ao longo do tempo e sofrer lesões esportivas, especialmente em esportes que envolvem torção ou impacto”, explica Dr. Danilo.

Embora as entorses e distensões lombares não pareçam graves e não causem dor de longa duração, a dor aguda pode ser bastante intensa e incapacitante.

Outras causas de dor lombar incluem:

Hérnia de disco lombar: os discos funcionam como amortecedores entre os ossos (vértebras) da coluna. O material macio dentro de um disco pode protruir, herniar ou romper e pressionar o nervo mais próximo. A porção herniada do disco está cheia de proteínas que causam inflamação quando atingem uma raiz nervosa e, assim como a compressão mecânica no nervo, são fatores de dor na raiz nervosa. A parede do disco também é ricamente suprida por fibras nervosas e sua ruptura também é uma causa de dor intensa.

Doença degenerativa do disco: ao nascer, os discos intervertebrais estão cheios de água e são mais saudáveis. Conforme envelhecemos, os discos perdem hidratação e se desgastam e, muitas vezes, rompem-se, causando dor. Pode haver fraqueza, dormência e dor irradiada pela perna acompanhando o quadro.

Disfunção da articulação sacroilíaca: a articulação sacroilíaca conecta o sacro na parte inferior da coluna a cada lado da pelve. É uma articulação forte e com pouca mobilidade que absorve, principalmente, o impacto e a tensão entre a parte superior e a parte inferior do corpo. A articulação sacroilíaca pode ficar dolorida em casos de inflamação local (sacroileíte), em decorrência de lesões traumáticas, durante a gravidez, devido ao desgaste ósseo (artrose) e, muito raramente, por conta de uma infecção.

Estenose lombar: essa condição causa dor devido ao estreitamento do canal espinhal, onde as raízes nervosas estão localizadas. O estreitamento pode ser central, foraminal ou em ambos e pode acometer um único nível ou em vários níveis na parte inferior das costas.

Osteoartrose: essa condição resulta do desgaste do disco e das articulações facetárias. Causa dor, inflamação, instabilidade e estenose em graus variáveis, podendo ocorrer em um único nível ou em vários níveis da coluna vertebral. A osteoartrose da coluna lombar está associada ao envelhecimento e é lentamente progressiva. 

Fratura por insuficiência: uma fratura que ocorre no corpo vertebral, na qual o osso cede sobre si mesmo, causando dor. Esse tipo de fratura é mais comum devido à fraqueza dos ossos, como na osteoporose, e é mais comum em pessoas mais velhas.

 

Quando é necessário buscar assistência do ortopedista?

A maioria das dores nas costas melhora dentro de alguns dias ou semanas mesmo sem tratamento. A restrição de atividades de impacto e carga é recomendada e os analgésicos simples costumam ajudar a reduzir o quadro da dor, assim como a aplicação de calor na área dolorida. 

“Não existe uma regra de quando procurar um ortopedista, mas é recomendado procurar ajuda de um médico para uma melhor avaliação e tratamento do quadro em casos de dor com mais de uma semana de duração, dor nas costas acompanhada de febre, dor nas costas com fraqueza nas pernas, que surge abruptamente ou que piora progressivamente; perda do controle do intestino ou da bexiga, dor com piora progressiva e incapacidade de encontrar uma posição confortável para sentar ou dormir durante os momentos em que você sente dor nas costas”, explica Dr. Danilo 

 

Como é feito o diagnóstico da lombalgia?

A investigação diagnóstica começa com a história clínica, avaliando as características da dor, limitações e tempo de acometimento; seguida pelo exame físico direcionado. 

Em muitos casos, exames de imagens, como radiografias simples, tomografia computadorizada ou ressonância magnética complementam a consulta inicial e auxiliam no diagnóstico.

 

Qual o tratamento para lombalgia?

Dependendo da causa, características e intensidade da dor diferentes tratamentos podem ser indicados:

Medicações: anti-inflamatórios não esteroides (AINEs) ou outros medicamentos analgésicos podem aliviar a dor. Além disso, relaxantes musculares ajudam no tratamento de espasmos e contraturas da musculatura lombar.

Fisioterapia: a fisioterapia tem vários papéis no tratamento da lombalgia e pode ser indicada para aliviar a dor, melhorar o processo inflamatório, fortalecer os músculos, melhorar a sustentação lombar e, até mesmo, para ganhar flexibilidade.

Manipulação local e massagem: dependendo da causa da dor, manipulação osteopática ou quiropraxia podem auxiliar no relaxamento dos músculos tensos, na redução da dor e na melhora da postura e do alinhamento. A massagem terapêutica também pode ajudar no alívio da dor nas costas e na restauração da função.

Acupuntura: em alguns casos a acupuntura pode ser efetiva no alívio das dores nas costas.

Tratamento cirúrgico: em uma pequena porcentagem dos casos, pode ser necessário uma cirurgia para tratamento da lesão e melhora da dor.

 

É possível evitar a dor nas costas?

Dr. Danilo diz que não é possível prevenir 100% as dores nas costas, mas algumas medidas ajudam a reduzir as chances de ter lombalgia, como:

-Manter um peso saudável: o excesso de peso pressiona as vértebras e os discos, o que pode ser uma das causas da lombalgia.

-Praticar exercícios físicos regulares: manter a musculatura que sustenta a coluna forte e flexível ajuda na prevenção da lombalgia.

-Usar técnicas adequadas de levantamento: para evitar lesões, levante-se com as pernas (não com as costas). Segure itens pesados perto de seu corpo. Tente não torcer a coluna enquanto está se levantando.

-Ter uma boa qualidade e quantidade de sono.

-Manter uma postura adequada: a melhor cadeira para prevenir dores nas costas é aquela com costas retas ou apoio lombar. Mantenha os joelhos um pouco mais altos do que os quadris enquanto estiver sentado. Se necessário, apoie os pés em um banquinho.

 

Se você estiver com dor nas costas há muito tempo, a Ortocity pode ajudar você com um corpo clínico especializado em coluna e uma infraestrutura completa para exames e tratamentos!

Dr. Danilo Ferronato
Ortopedista | CRM: 168.336

Agende sua consulta

Referência em Ortopedia, Traumatologia e Reabilitação trabalhamos com foco na excelência e humanização.

Olá!

Gostaria de falar conosco no WhatsApp?

Gostaria de agendar e receber uma chamada em outro horário?
Deixe sua mensagem! Entraremos em contato o mais rápido possível.