Notícias

Home > Notícias

Ácido hialurônico no joelho: quando é indicado e como é aplicado? 

 

O ácido hialurônico virou um queridinho da dermatologia para evitar a flacidez da pele e linhas de expressão, mas não é apenas nessa área da medicina que ele faz sucesso, a ortopedia usa o ácido hialurônico no joelho e em outras articulações para o tratamento da artrose. 

Despertamos a sua curiosidade? O Dr. Maurício Martinelli Filho (CRM: 72.269), ortopedista especialista em joelho da Ortocity, explica para você tudo sobre o tratamento com ácido hialurônico no joelho, também chamado de infiltração intra-articular com ácido hialurônico ou de viscossuplementação.

 

Afinal, o que é o ácido hialurônico?

 

Dr. Maurício esclarece que o ácido hialurônico é um polissacarídeo de alto peso molecular que é encontrado difundido no tecido epitelial (que reveste e protege a superfície do corpo, órgãos e cavidades corporais), tecido conectivo (que tem como função fornecer sustentação, preencher os espaços entre os tecidos e nutri-los) e tecido nervoso (que recebe, interpreta e responde aos estímulos do organismo) dos animais vertebrados. 

Em relação às articulações, o ácido hialurônico é a substância mais importante que compõe o líquido sinovial, que tem como principais funções a lubrificação da articulação, a absorção de impactos mecânicos, a redução do atrito entre as extremidades ósseas, as propriedades viscoelásticas, a eliminação de radicais livres e a regulação das atividades celulares. 

Já na cartilagem articular (tecido que reveste a articulação), o ácido hialurônico é um componente onipresente nas matrizes extracelulares e desempenha funções essenciais para a manutenção de propriedades mecânicas.

 

Quando é indicado o ácido hialurônico no joelho?

 

O ácido hialurônico é infiltrado no interior das articulações por meio de injeções para cuidar da dor no joelho causada pela artrose em pacientes que já trataram com analgésicos e com outros tratamentos que não funcionaram bem. 

O joelho é o local mais comum de aplicações intra-articulares de ácido hialurônico, mas o procedimento também pode ser feito na artrose no quadril ou em outras articulações.

“A infiltração com ácido hialurônico parece funcionar melhor em pessoas com artrose leve ou moderada e o tratamento pode fazer sentido, especialmente, na tentativa de adiar um procedimento cirúrgico. O mais comum é utilizar a viscossuplementação para tratar a osteoartrose degenerativa, mas a técnica também pode beneficiar pessoas com outros tipos de artrite, como a artrite reumatoide”, explica Dr. Maurício. 

Embora a infiltração com ácido hialurônico não restaure e nem substitua todas as propriedades e atividades do ácido hialurônico endógeno, aquele que é produzido pelo próprio corpo dentro da articulação, o procedimento consegue promover um alívio satisfatório e prolongado da dor e, consequente, melhora a função da articulação por meio de vários mecanismos, como o efeito anti-inflamatório, a restauração das propriedades viscoelásticas do líquido sinovial, a indução da síntese do ácido hialurônico, a estimulação da proliferação de condrócitos (células que formam a cartilagem) e a redução da degradação da cartilagem. 

“Não se deve esperar que a injeção de ácido hialurônico alivie os sintomas imediatamente. Pode levar algumas semanas antes que comece a fazer diferença, porém o alívio dos sintomas pode durar por vários meses. Se a viscossuplementação for eficaz, pode-se repetir a injeção a cada seis meses”, explica Dr. Maurício. 

 

Como é realizada a infiltração do ácido hialurônico no joelho?

 

Apesar de ser um tratamento que ajuda muito quem sofre de artrose nas articulações, o procedimento é simples, leva em torno de 10 minutos e pode ser realizado em um consultório médico. 

“Para fazer a infiltração intra-articular, o ortopedista ou reumatologista limpa a área que receberá a injeção. Depois, ele aplica uma injeção com um anestésico local na área ao redor da articulação para a redução da dor ou do desconforto durante o procedimento. Se houver um excesso de fluido na articulação, o médico pode remover uma pequena quantidade antes de realizar a viscossuplementação. Para finalizar, o profissional aplica a injeção de ácido hialurônico no espaço articular e coloca um pequeno curativo no local da injeção”, esclarece Dr. Maurício. 

 

O processo de aplicação de ácido hialurônico dói?

 

Em alguns casos, o procedimento pode gerar uma leve dor, calor e inchaço, mas esses sintomas geralmente não duram muito. O Dr. Maurício normalmente recomenda uma bolsa de gelo no local ou o uso de analgésicos via oral para aliviar a dor nesses casos. 

 

Quais são os riscos e complicações do tratamento com a viscossuplementação?

 

A maioria das pessoas não tem problemas após a viscossuplementação, mas uma pequena porcentagem dos pacientes pode apresentar algum tipo de complicação. 

O problema mais comum é um quadro inflamatório logo após a injeção, podendo causar dor e inchaço adicionais no curto prazo. Existem também complicações bem mais raras, como sangramento local, reação alérgica, dor no local da injeção e infecção.

 

Existe chance da infiltração intra-articular não funcionar?

 

Da mesma forma do que grande parte dos procedimentos médicos, há também a possibilidade de o tratamento não ajudar de forma eficaz os sintomas ou não atingir as expectativas do paciente, por isso é recomendado que você tenha uma boa conversa com o médico para entender bem a indicação do procedimento e o resultado esperado, assim como as chances de falha e as possíveis complicações.

A Ortocity tem profissionais especializados em joelho, além de contar com toda a estrutura para a aplicação do ácido hialurônico no joelho!

Dr. MAURÍCIO MARTINELLI
Ortopedista | CRM: 72.269

Agende sua consulta

Referência em Ortopedia, Traumatologia e Reabilitação trabalhamos com foco na excelência e humanização.

Olá!

Gostaria de falar conosco no WhatsApp?

Gostaria de agendar e receber uma chamada em outro horário?
Deixe sua mensagem! Entraremos em contato o mais rápido possível.